Insigne, Lewa, Dybala e mais: Fim da temporada europeia marca despedidas nos grandes clubes. Leia!

A temporada 21/22 do futebol europeu chega aos seus últimos capítulos com grandes movimentações de jogadores que ‘mudam de ares’ após construírem uma relação de identificação com seus agora (ou futuramente) antigos clubes. Com isso, neste artigo iremos listar 5 situações de despedida que marcaram fins de ciclo em alguns dos principais clubes do velho continente.

1-Haaland (Borussia Dortmund)

A identificação do ‘cometa’ com a apaixonada torcida alemã foi imediata. Desde sua chegada, em janeiro de 2020, o atacante de apenas 21 anos assumiu o absoluto protagonismo na equipe, e, com incríveis 86 gols em 89 partidas disputadas, se despede rumo ao Manchester City com direito a homenagem após seu último compromisso no Iduna Park (frente ao Hertha Berlim, no último sábado). Com a camisa do Borussia, o norueguês ainda conquistou a Copa da Alemanha, seu único título em pouco mais de 2 anos em Dortmund.

2-Lewandowski (Bayern)

Apesar de ainda não ser oficial, a despedida do polonês do clube bávaro é iminente e foi afirmada pelo próprio, que assumiu não ter intenção de renovar seu contrato, o qual se encerra em junho de 2023. Tendo seu nome vinculado à Barcelona e Chelsea, o centroavante de 33 anos chegou ao Bayern ainda em julho de 2014, quando iniciou uma trajetória mágica, que conta com 344 gols em 374 jogos, além das conquistas de Bundesliga (8x), Supercopa da Alemanha (5x), Copa da Alemanha (3x), Mundial de Clubes, Supercopa UEFA e Champions League (1x). Ainda além das conquistas coletivas, o polonês, com o Bayern, adicionou ao currículo o prêmio The Best FIFA (2x), Melhor Jogador da UEFA (1x) e as artilharias de Bundesliga (6x), Copa da Alemanha (4x) e Champions League (1x).

3-Luis Suárez (Atlético de Madrid)

A saída conturbada do Barcelona, que inicialmente trouxe dúvidas sobre o desempenho do uruguaio em Madrid, não impediu que o centroavante fizesse história no clube colchonero com a conquista da LaLiga em em 19/20, que inclusive foi motivo de homenagem em agradecimento feita pela torcida durante o último compromisso de Suárez com o clube em casa (empate por 1×1 frente ao Sevilla no último domingo). Com uma curta(desde setembro de 2020), porém marcante passagem, o jogador de 35 anos, que estará livre no mercado à partir de julho e tem recebido sondagens de clubes da América do Sul e da MLS, soma 34 gols em 82 partidas pelo Atleti, e terá seu ‘último ato’ frente à Real Sociedad, fora de casa, na última rodada de LaLiga no próximo domingo.

4-Paulo Dybala (Juventus)

Em mais um caso de despedida marcante, o argentino inclusive deixou o campo no empate da Juventus frente à Lazio (2×2, nesta segunda) fortemente emocionado e ovacionado pela torcida, que o tem como ‘xodó’ desde a sua chegada, em julho de 2015. Com 115 gols em 292 jogos e aos 28 anos, Dybala deixará a Juve oficialmente em julho após as conquistas de Série A (5x), Copa Itália (4x além de uma artilharia) e Supercopa Itália (3x). Entre os possíveis destinos para o jogador, estão clubes da Premier League, o Borussia Dortmund e a grande rival de seu agora antigo clube, Inter.

5-Insigne (Napoli)

Revelado pelo clube italiano e vindo a se firmar em 2012 após sucessivas situações de empréstimo, Insigne, em mais de 10 anos ‘de casa’, veio a se tornar um dos ídolos máximos da história napolitana, ao marcar 120 gols em 432 partidas e conquistar a Copa Itália (2x além de uma artilharia) e a Supercopa Itália (1x). O atacante de 30 anos, após emocionante despedida dos torcedores no último fim de semana, irá se transferir para o Toronto FC, do Canadá, em julho.

Sobre Luccas Almeida 282 Artigos
19 anos, Jornalista e Web Designer amador, criador de conteúdo digital e CEO do perfil 'Jornalismo Moralizador', ativo no Instagram.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*