Manchester United anuncia a saída de Cristiano Ronaldo, veja motivos para o fim da Era CR7 nos Red Devils

O clube inglês divulgou a bomba na tarde desta terça-feira, pelas redes sociais. De acordo com a publicação, a rescisão foi em comum acordo.

Cristiano Ronaldo vai deixar o Manchester United em comum acordo, com efeitos imediatos. O clube agradece a ele por sua imensa contribuição em duas passagens por Old Trafford, marcando 145 gols em 346 partidas, e deseja a ele e sua família o melhor para o futuro. Todos no Manchester United continuam focados em continuar o progresso da equipe sob o comando de Erik ten Hag e trabalhar juntos para obter sucesso em campo.

Motivos para saída de Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo, de 37 anos, voltou ao Manchester United na temporada passada depois de ter atuado no clube entre 2003 e 2009, quando inclusive conquistou sua primeira Liga dos Campeões e a primeira Bola de Ouro (ambos em 2008). Apesar de não ser brilhante, CR7 teve um bom desempenho em 2021/2022, terminando como artilheiro do time com 24 gols em 39 partidas.

No entanto, no começo da atual temporada, com a chegada de Erik Ten Hag, o português perdeu espaço em meio a reformulação do time. Muito também por ele não ter participado de boa parte da pré-temporada do United, fato que começou a minar sua relação com o técnico holandês.

Para piorar, Cristiano Ronaldo ainda deixou o banco de reservas do Manchester United durante um jogo contra o Tottenham, pela Premier League. Ele já tinha ficado no banco algumas rodadas antes no clássico contra o Manchester City. A “debandada” com bola rolando irritou bastante o técnico Ten Hag, que passou a usar o jogador basicamente em partidas da Liga Europa contra rivais menos poderosos.

A gota d´água para saída do camisa 7 veio na semana passada, quando, em entrevista ao jornalista Piers Morgan, Cristiano Ronaldo detonou a diretoria do Manchester United e o técnico Ten Hag dizendo se sentir traído. O clube imediatamente iniciou o processo de rescisão com o craque.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*